segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Minha estratégia

Resolvi dedicar um post a esse processo de controle, emagrecimento, etc. Já falei algumas coisas nos outros posts, mas achei por bem fazer um com tudo o que possa ser relevante sobre a minha história... Eu acho. Em primeiro lugar, eu não era gorda até os 16 anos, que foi quando comecei a engordar, aos poucos. Em 2003, porém, entrei em depressão e descontei tudo na comida, engordando muito rápido em poucos meses. A partir do ano seguinte, comecei a lutar pra perder o que tinha ganho. Fui a uma endocrinologista e a uma nutricionista, que não me ajudaram muito. Também fui a uma psiquiatra pra tratar a depressão (isso em 2005). Ela não considerou meus comentários a respeito de comida muito importantes e me tratou só por depressão. Todo mundo diz que eu deveria ter ido a um psicólogo se queria fazer terapia, que psiquiatras só dão remédios. Realmente, foi só começar a dizer que me sentia melhor que ela me deu alta. E eu com os problemas todos na cabeça, ainda, só abafados pela fluoxetina.

Bom, mas voltando ao presente. Já disse mil vezes mas vou repetir: o que diferencia essa tentativa de todas as outras é que dessa vez não estou fazendo dieta, quer dizer, não somente fazendo dieta. Lendo sites a respeito e blogs, me encaixei nas descrições e assumi, de uma vez por todas, que tenho o transtorno do comer compulsivo. É importante isso, pra saber que não é um problema só seu, mas uma doença que atinge muitas pessoas. E mais importante ainda é saber que existe um jeito de vencê-lo. Controle é a palavra-chave.

Criei um programa de controle do meu transtorno que, por enquanto, enquanto preciso emagrecer, não pode ultrapassar 800kcal diárias. Tenho seis dias assim e um sétimo de folga, sem contagem rígida de calorias ou restrições. O sétimo dia é importante para aliviar a tensão dos outros dias, pois em um momento de desespero eu consigo resistir a alguma coisa pensando em deixar para comê-la no dia de folga (e às vezes, quando ele chega, você nem lembra do que queria ter comido). Além disso, já ouvi dizer que esse dia de folga ajuda o corpo a não "achar que você está perdido em uma ilha deserta, precisando economizar energia".

Há meses não me peso, mas considero meu peso inicial 86kg, que foi o máximo que já pesei. Sei que, no início do semestre passado, estava com 82kg, pois tinha emagrecido entre o final do ano anterior e o início desse. Mas senti nas roupas (e no espelho!) que engordei durante o inverno, só não sei quanto. A balança é algo complicado pra mim; nessas tantas tentativas, teve épocas em que ela me ajudou muito e épocas em que atrapalhou também. Por isso, quero esperar ter uma diferença significativa no meu corpo pra começar a me pesar dessa vez.

A nutricionista que eu fui ver me examinou e tarará e disse que meu peso ideal é 63kg. Minha meta é, porém, 57kg. Quero ficar muito, mas muito magra, porque meus seios são enormes e eu quero saber o tamanho real deles. Como engordei durante a adolescência, nunca soube qual era o tamanho real deles depois de ter parado de crescer. De qualquer forma, 57kg é só uma meta, pois eu vou parar de emagrecer quando me sentir satisfeita, com o corpo, os seios, tudo, não importa o peso, se vai ser mais de 63kg ou menos de 57kg.

Tem horas que pensar sobre isso me dá uma angústia gigante, então eu só penso em outra coisa e passa. Tem horas que ler blogs e sites me ajuda e horas que atrapalha, tem horas que eu preciso esquecer que estou emagrecendo. Afinal, dá uma ansiedade louca de saber logo como você vai ficar, quanto tempo vai demorar. Acredito que o melhor jeito é tentar abstrair. Pensar nisso, se motivar, escrever (tem me feito muito bem), mas também sair e ir viver a vida. É o melhor jeito de passar o tempo. Ficar prestando atenção demais, procurando mudanças, também não ajuda. Fico feliz quando noto que emagreci, mas não fico mais no espelho tentando enxergar minha clavícula. Aliás, hoje mesmo, tava sentada e coloquei a mão no ombro e senti ela mais proeminente. Fiquei muito feliz.

Realmente, há pessoas que não são capazes ou se recusam a entender o quanto a proeminência da clavícula pode fazer uma pessoa feliz... Mas não é pra essas pessoas que eu escrevo; somente para aquelas que ao menos tentam se pôr no lugar dos outros. Afinal, todo mundo tem suas batalhas. Qual é a sua? *

10 comentários:

Fanta Diet disse...

Obrigada pela visita no meu blog!!! Volte sempre! Uma semana light pta nós!
Bjs diet,
Fantinha.

Li disse...

Obrigada linda, pela força,com
certeza vamos atingir nossas metas...bjs.

Li disse...

Obrigada linda, pela força,com
certeza vamos atingir nossas metas...bjs.

Eu mesma disse...

oi sarita, brigada pela visita! então.. me identifiquei muuuuuuuuuuuuuuuuuuuitíssimo com as coisas que vc escreveu... (so li o ultimo mas depois vou ler todos) olha sarita, parece que a solução é mesmo não "focar" so em uma coisa né?
bem, melhorar a auto estima ajuda tb... no meu caso eu melhoro a minha fazendo coisas que fazia antes por ex. comprando roupas que gosto (independente do tamanho. penso que quando eu emagrecer será ótimo jogar elas fora), me arrumando.. bem, so vc pode dizer o que te faz bem né
mas sarita, fiquei preocupada com o lance das 800 calorias... isso naum é pouco? mesmo que vc tenha um dia de "escape", achei pouco... enfim, cada um tem seu jeito e p te falar a verdade, eu nem conto calorias...
boa sorte e vou colocar vc na minha lista de bloguinhos que espio, assim volto aki mais vezes..
abraço

Anônimo disse...

800 calorias diárias é agressão ao organismo. vc não vai aguentar por muitos dias. na sua idade poderá comer 1.500 calorias diárias e emagrecer. não seja radical. -Laura

Márcia disse...

Meuuuu, achei que só eu prestava atenção no lance da clavícula, muito legal saber que mais pessoas pensam assim ehhe
Você vai chegar nos 57 sem dúvida alguma, vá com calma!
Eu recomemdo vigilantes do peso, na boa eles são demais e funcionam, minha guerra com a balança "acabou" quando os conheci.
Boa sorte!
Márcia

"Carla em Metamorfose" disse...

Oi querida...estou te linkando e vou conhcer um pouco mais de seu blog....bjs

Mary disse...

Oi Sarah!!! Seja muito bem vinda ao meu blog!!! Adorei sua visita e muito obrigada pelas palavras!!! Vou Linkar vc,ok??? Fica com DEUS!!! beijos!!!

carol disse...

XUXU, CADE O POST DE HOJE HEIN????????????

Anônimo disse...

Por que nao:)