quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Feliz Ano Novo!

Não escrevi post depois do Natal, não fix reflexões, nada, nada. Nesses últimos dias andei cedendo àquela vontade, sempre presente e com a qual travo uma batalha diária, de me anular, só dormir, sumir, esquecer de tudo. Tava pensando sobre isso outro dia, sobre esse grande medo que eu sinto de mudanças, do tempo que passa, das coisas que eu deixo de fazer. É medo, um medo fantasiado de preguiça. Que me obriga a me esconder de tudo e de todos. E nas férias, eu já cansei de dizer aqui, isso piora.


A impressão que eu tenho, quando paro para analisar as coisas friamente, é que o que eu queria, realmente, era que tudo parasse um pouco para eu poder descansar. Mas descansar do quê, criatura? Se eu nunca faço nada, se eu fico sempre me escondendo, com a mesma preguiça de pretexto, se eu passo minhas tardes dormindo e me obcecando pelas coisas?

Eu me conheço e eu sei que isso foi se desenvolvendo aos poucos ao longo dos últimos dez anos. (Sim, tem data e motivo.) Vai se fechando um ciclo de dez anos, agora, quando eu fizer aniversário (17 de janeiro). A maioria das coisas que me fez ficar assim já nem existem mais, ou pelo menos não com a mesma intensidade. Mas parece que ainda estou lá, há dez anos atrás, esperando os problemas passarem para poder seguir com a minha vida. Só que o tempo, infelizmente, é implacável, e não pára. Dez anos passaram, um monte de coisas mudaram, e cá estou eu, passivamente esperando que tudo passe e eu possa ficar em paz. Pena que não é assim que funciona.


Ano passado, nas últimas semanas de dezembro, fiz dezenas de planos. Decidi que eu ia vencer esse problema, essa preguiça/medo que me impede de seguir com a minha vida. Prometi pra mim mesma ser corajosa, deixar a minha vida seguir seu rumo sem tentar segurá-la como vinha fazendo. Planejei um montão de coisas que queria fazer em 2008.


Como acontece com a maioria das listas de promessas de ano novo - sejamos sinceros -, não consegui cumprir tudo o que tinha planejado. Mas sei que me esforcei. Me esforcei para ser mais corajosa, pra tentar mudar as coisas que considero erradas na minha vida, e consegui fazer alguns progressos significativos.


Para 2009, só o que quero é continuar tentando - e conseguindo - ser corajosa. Nas férias fica mais difícil - mas para tentar combater o problema, criei o desafio de férias. Mas quero vencer a luta contra mim mesma quando essa preguiça e esse medo (e também a compulsão, sempre ela) tentarem me dominar. 2008 foi bom, um grande começo, mas em termos de resultados práticos só me ajudou a perceber algumas coisas e a me conhecer melhor. Espero, munida disso tudo, vencer de verdade esses problemas nesse novo ano, e manter a coragem e a determinação para vencer os próximos que virão (afinal, é de vida real que estamos falando aqui). E pra vocês desejo a mesma coisa: tudo de bom, felicidade, amor, etc etc mas, acima de tudo, muita coragem. Sem ela, não conseguimos lutar pelo resto. Feliz Ano Novo! *

No próximo post, no ano que vem: logoterapia, música e twilight: minhas distrações solitárias das últimas semanas.

10 comentários:

Nana disse...

Flor,

Claro que não sou tu pra te desmentir, mas tu fez tanta coisa esse ano; derrubou tantas barreiras. Tenho certeza ue em 2009 vai ser tudo maior, melhor. Pelo menos é o que desejo pra ti!

Beijos

Danielle Balata disse...

Sara,

Por isso que não gosto desse lance de fazer metas.. de fazer listas, minhas coisas são feitas/decididas na hora.. Assim não há tempo de pensar muito..

Beijos e feliz 2009

zenaide disse...

oi sarah feliz 2009 pra vc bjs amiga e até.

Gabi disse...

oi, querida! Não se cobre tanto.. nessas listas de fim de ano sempre há coisas que não são cumpridas, é sempre assim. Mas sempre tem coisas ótimas que nós nem haviamos colocado na lista e que acabamos fazendo. O início desse ano é mais uma oportunidade de cumprirmos metas e sermos felizes. E nós vamos conseguir tudo o que desejarmos! E nós somos fortes o suficiente pra isso!

Bjs e um lindo 2009 pra vc!

A Suave menina... disse...

oooi!
Força sempre!
A falta de coragem é grande, mas somos bem maiores que tudo isso!

Um forte abraço,
se cuida!

Liz emagrecendo disse...

Olá linda tudo bom?

Amigaaa você não pode e não deve viver de passado. Esqueça isso que aconteceu há tanto tempo! Liberte-se!
Você já fez ou pensou em fazer terapia? Eu vou começar a fazer e acho que vai ajudar a vencer a compulsão alimentar tenta também!

Que 2009 seja O ano com tudo de bom e cheio de realizações!!

Beijos, Liz

Gabi disse...

Querida, querida...

Mais animadinha???

Muito obrigada pelas palavras de apoio e pelo carinho! Estou bem melhor, na ativa de novo e com a certeza que vamos vencer esse "pequeno" obstáculo!
Estou contigo, amiga!

Bjs

disse...

Sarah... uma vez li a diferença entre "FATO" e "PROBLEMA" e a diferença é a seguinte:
Todo "problema" tem solução, seja ela mais fácil, mais complicada, não importa, essa é a regra: TODO PROBLEMA TEM SOLUÇÃO... se não têm, então não é um 'problema' e sim "FATO". E o que é fato é fato, não há como mudar, temos que aprender a conviver com ele.
Eu tenho um fato em minha vida: tendência a engordar. Vou me acostumar comi isso? SIM! Mas isso não significa me entregar, significa que vou encarar isso de frente e me policiar sempre, porque se não continuarei com meu problema: estar gorda...
Como vou fazer pra resolver esse problema eu sei, mas tb sei que vou ter de me virar nos 30, pq existe uma força que me puxa para baixo inacreditável...
Nós podemos!!! Nós queremos e nós vamos conseguir!!!
Nossa isso virou quase um post... e era pra ser só um comentário...rs...
Beijos e força, viu!!! Estarei sempre por aqui.

www.lebyle.blogspot.com

Denny disse...

Gatinha, mire teu foco daqui pra frente, vc vai conseguir melhorar tudo. Se olharmos só pra trás, dá vontade de chorar, aahahaha...


Beijocão e boa semana pra ti!


FUIZ...

Fanta Diet disse...

O ano de 2009 é nosso, querida!
Vamos emagrecer!!!
Bjs diet!